A cooperação entre as regiões da Mauritânia é reforçada no âmbito do CoM SSA

Posted on : 16 Fevereiro 2021

As autoridades locais na África Subsariana estão priorizamdo na ação climática e identificando potenciais fontes de financiamento para seus projetos locais de clima e energia com o apoio do CoM SSA.

 

No âmbito do programa europeio Pacto de Autarcas para a África Subsariana (CoM SSA) na Mauritânia, teve lugar a primeira reunião de coordenação entre a Região de Dakhlet-Nouadhibou e a Região de Nouakchott. Embora a região da capital tenha se beneficiado de amplo apoio nos últimos anos, a região de Nouadhibou aderiu recentemente à Convenção em agosto de 2020.

Com o apoio do CoM SSA, Nouakchott foi capaz de desenvolver um Plano de Acesso à Energia Sustentável e Adaptação Climática (SEACAP), um inventário de emissões de linha de base, uma avaliação de vulnerabilidade e risco às mudanças climáticas, uma avaliação de acesso à energia, bem como outras possibilidades estudos e um projeto piloto em iluminação pública.

Cidade de Nouakchott

 

Assim, a região de Nouakchott é a primeira região da Mauritânia a ter concluído com sucesso um SEACAP e as equipas regionais que acompanharam esse processo tornaram-se mais competentes ao longo das atividades.

É em parte graças a esta experiência acrescida que o Presidente da Região de Nouadhibou fez questão de se reunir com as equipas da Região de Nouakchott e o seu Presidente para compreender melhor os primeiros passos a serem dados no âmbito do CoMSSA, particularmente em relação à implementação do SEACAP, coleta de dados e estudos relacionados.

Por meio da rede CoM SSA, seus signatários compartilham boas práticas, lições aprendidas e desafios encontrados.

 

Praia de Nouadhibou

Como resultado deste encontro, foram identificadas oportunidades de cooperação futura entre as duas regiões. Principalmente por meio da implementação de workshops de apoio em Nouadhibou pelas equipes da Região de Nouakchott para aumentar a conscientização de cargos eleitos e outros funcionários públicos sobre os temas do Pacto. Também através da extensão das formações e outras atividades relevantes a realizar em Nouakchott aos colaboradores da Região de Nouadhibou.

 

 

Deste modo, as competências regionais previstas na estratégia nacional de descentralização serão reforçadas através da cooperação entre as entidades. Isso poderia permitir que atividades futuras sejam desenvolvidas em conjunto, aproveitando as sinergias compartilhadas.

Essas ações contarão com o apoio técnico da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), agência parceira do Pacto de Autarcas para a África Subsariana em Mauritânia.