Especialistas desenvolvem soluções para as alterações climáticas para as cidades africanas

Postado em : 18 Julho 2019

A ocorrência de mudanças bruscas nas condições meteorológicas tem vindo a aumentar a frequência e a agravar o impacto dos desastres naturais em África. As alterações climáticas colocam entraves aos esforços empreendidos pelos países africanos para cumprir os objetivos do desenvolvimento sustentável, os quais são cruciais para fazer face a desafios globais como a pobreza, a desigualdade e a degradação ambiental, entre outros.

Na sequência da ocorrência do ciclone tropical Idai, um fenómeno devastador que originou graves perdas humanas e económicas em Moçambique, no Malawi e no Zimbabué, o Pacto de Autarcas para a África Subsariana (CoM SSA) promoveu uma reunião que juntou 18 especialistas para fomentar a partilha de conhecimento em torno de possíveis estratégias a implementar a nível local na África Subsariana para solucionar os problemas que resultam das alterações climáticas. A reunião também permitiu o desenvolvimento de um entendimento comum acerca do guia do CoM SSA , da autoria do Joint Research Centre (JRC) da União Europeia e que tem como objetivo apoiar as cidades e os governos locais nos seus esforços em matéria de clima e energia.

Participantes discutem melhores práticas a aplicar nas atividades de assistência às cidades signatárias do CoM SSA, no âmbito do desenvolvimento dos seus planos de ação (Fotografia: Jude Fuhnwi/Accra)

O CoM SSA apoia os municípios na avaliação das suas necessidades de adaptação às alterações climáticas. Tal significa que as cidades recebem assistência técnica para desenvolver planos de ação sustentáveis com vista à mitigação e adaptação às alterações climáticas e à promoção do acesso a energia renovável. Desta forma, para que iniciativas como o CoM SSA consigam acelerar a ação climática local, é importante que os diferentes stakeholders partilhem uma abordagem comum à capacitação e assistência técnica às cidades e municípios da África Subsariana. Foi este o propósito da reunião organizada em Acra, no Gana, a 10 de abril de 2019, nos escritórios do balcão de apoio do CoM SSA, na qual marcaram presença 18 especialistas de organizações que integram o consórcio de parceiros da iniciativa.

Algun dos especialistas que marcaram presença na reunião (Fotografia: Jude Fuhnwi/Accra)

“Foi uma reunião importante, que comprovou o compromisso do Pacto de Autarcas com a construção de cidades sustentáveis. Estamos agora melhor preparados, em termos de metodologias e ferramentas, para apoiar as atividades de planeamento em matéria de energia e clima a nível local, garantindo a sua coerência com os objetivos e metas nacionais dos respetivos países,” declarou Jean François Dallemand, do Joint Research Centre, que moderou a sessão. Jean François Dallemand referiu ainda, “Esperamos que os parceiros da iniciativa continuem a interagir com os signatários do CoM SSA, a organizar ações de capacitação e a prestar apoio técnico às cidades e aos municípios na implementação de medidas concretas nas áreas de irrigação, edifícios, transportes, eficiência energética, energias renováveis e adaptação às alterações climáticas. O apoio técnico abarca ainda as questões do acesso a energia, como o acesso a eletricidade e, em alguns casos, a fontes de energia limpa para a confeção de alimentos.”

Foto de grupo dos especialistas que participaram na reunião (Fotografia: Jude Fuhnwi/Accra)

Partindo de uma abordagem comum, os vários parceiros do CoM SSA continuarão a dar apoio técnico aos governos locais, assistindo-os na integração de preocupações com a adaptação às alterações climáticas e de estratégias para o acesso a energia nos seus planos de desenvolvimento local. “Este é um sonho tornado realidade. Estou a assistir à cooperação entre antigos e atuais parceiros do CoM SSA, que estão a trabalhar em conjunto para assegurar uma transição suave para a próxima etapa do projeto. O facto de termos mais de 160 cidades que subscreveram o Pacto é um grande feito,” declarou Felice Zaccheo, diretor da unidade para a Sustentabilidade Energética e as Alterações Climáticas da Direção Geral para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento da Comissão Europeia, por ocasião do fecho da sessão.

O Joint Research Centre (JRC) da Comissão Europeia publicou um guia intitulado “Como desenvolver um Plano de Ação para o Acesso Energia Sustentável e o Clima (SEACAP) na África Subsariana ” como ferramenta de apoio às cidades signatárias do CoM SSA. O guia fornece orientações sobre os passos que os governos locais devem tomar no decorrer do processo de desenvolvimento dos seus planos de ação em matéria de energia e clima.

Clique em baixo para fazer o download do Guia do CoM SSA:

Versão integral do Guia

Síntese rápida de iniciação ao Guia

Versão sumária do Guia