#EDD19: Construir sociedades mais igualitárias através da ação climática local

Postado em : 25 Julho 2019

Da reflorestação urbana em Dakar (Senegal) à conversão de resíduos em energia em Kasese (Uganda), o debate do CoM SSA nos #EDD19 (os Dias Europeus do Desenvolvimento), moderado por Etienne Coyette da DG DEVCO da Comissão Europeia, foi marcado por várias discussões fascinantes sobre como os governos locais africanos estão a combater a desigualdade social nas suas cidades através da ação climática.  

Mas de que forma se pode combater a desigualdade com a ação climática a nível local?  Como se tem vindo a constatar, existem diferentes caminhos disponíveis para ser adotados. 

Em Dakar, no Senegal, segundo Rokhaya Ndeye Sarr, há um projeto de ação climática que se destaca pelo seu carácter inclusivo:  a cidade organizou atividades de reflorestação com crianças em idade escolar de bairros desfavorecidos, contribuindo para a proteção do ambiente e para a sensibilização da população para o problema das alterações climáticas e combatendo em simultâneo a desigualdade social. 

Philip Anthony Emenyu apresentou os desafios e oportunidades associados à ação climática para a localidade de Kasesse, no Uganda. O município está a trabalhar na conversão de resíduos em energia, no entanto, como explicou, “uma das dificuldades sentidas diz respeito à oferta de incentivos financeiros para estimular a transição para às energias renováveis”. 

Carin Jämtin, Diretora Geral da Agência Sueca para a Cooperação Internacional, partilhou a sua perspetiva enquanto representante de uma entidade financiadora: “A garantia de igualdade no acesso à eletricidade é um aspeto chave para a erradicação da pobreza.  Sem o envolvimento dos governos locais, esta provisão não será sustentável. 

Um aspeto é claro: a ação climática local pode dar um grande impulso aos esforços para superadesigualdades, mas apenas e só se os governos locais tiverem acesso a mecanismos justos de financiamento. A cooperação com as diferentes esferas de governo, a nível nacional mas também internacional, é igualmente essencial. Ao abordar o tema da cooperação, Andrew Komba, funcionário do gabinete presidencial para a administração regional e governos locais da Tanzânia, convidou todos presentes a visitar o seu país para continuarem a trabalhar em conjunto na promoção da ação climática a nível local. 

Visite o nosso twitter  para acompanhar o debate em primeira mão e aproveite também para consultar o nosso  albúm de fotos! 

Continue a acompanhar este tema através das redes sociais utilizando as hashtags #EDD19#ThinkTwice e #AfricanCities.